Imprimir    

Trabalhador Independente

Trabalhador Independente

Seja um caso de sucesso na sua Profissão!


Dedique-se à sua atividade profissional livre de quaisquer preocupações, transferindo para a Lusitania a responsabilidade legal dos acidentes que possa sofrer no exercício das suas funções. 


O Lusitania Trabalhador Independente é a solução de segurança ideal para si, que é profissional liberal ou empresário em nome individual, a tempo inteiro ou como atividade pós-laboral com proveitos económicos. Uma solução ideal e à sua medida.


Minimize os imprevistos que possam afetar o seu sucesso!


Vantagens


bullet_seta Resposta a uma obrigatoriedade legal;
bullet_seta Melhor assistência médica necessária à recuperação para a vida ativa;
bullet_seta Sua estabilidade financeira e da sua família;
bullet_seta Minimização dos imprevistos que possam afetar o projeto empresarial;
bullet_seta Possibilidade de usufruir de um seguro de Acidentes Pessoais, válido em todo o mundo.



botaosimulador

botaocoberturas

botaoagente



 

Mais Informação


O Lusitania Trabalhador Independente garante-lhe a recuperação e o pagamento das prestações e indemnizações pelos acidentes ocorridos no seu local de trabalho ou no percurso normal entre a sua residência e o local de trabalho. 


Consigo na Segurança e na Estabilidade Financeira:

  • Transferência para a Lusitania da responsabilidade legal dos acidentes de trabalho que possam ocorrer;
  • Segurança e proteção, independentemente do setor de atividade;
  • Estabilidade financeira em caso de invalidez temporária ou permanente;
  • Proteção do orçamento familiar contra despesas inesperadas, no caso de acidente que possa ocorrer.


Consigo no seu Bem-Estar e da sua Família:

  • Acesso aos melhores cuidados de saúde;
  • Acompanhamento de médico personalizado em clínicas conceituadas em qualquer ponto do país;
  • Prestação de uma assistência médica de qualidade e adequada à recuperação para a vida ativa.



AVISO AOS TOMADORES E SEGURADOS


DESIGNAÇÃO DE BENEFICIÁRIOS
Decreto-Lei n.º 384/2007, de 19 de novembro - Efeitos da falta de indicação do beneficiário e da incorrecção dos elementos de identificação deste
.

Nos contratos de seguro de vida, de acidentes pessoais e nas operações de capitalização, em que se proceda à designação de beneficiário em caso de morte, e caso este não seja o ou os herdeiros legais, devem ser indicados os elementos que o permitam identificar, nomeadamente o nome ou a designação completos, a sede ou o domicílio e os números de identificação civil e fiscal.
Considera-se beneficiário em caso de morte, a pessoa singular ou coletiva designada em cláusula beneficiária.
Na ausência de designação de beneficiário são considerados para o devido efeito os herdeiros legais do segurado.
A inexistência ou a incorreção dos elementos de identificação do beneficiário, em caso de morte, pode impossibilitar o Segurador de dar cumprimento aos deveres de informação e comunicação previstos na lei, com vista ao pagamento do capital seguro.


DOWNLOADS


Folheto



A informação constante neste site não dispensa a consulta da informação pré-contratual e contratual legalmente exigida.


Fechar